O Aborto

Sobre este assunto tenho a dizer o seguinte:

Ou eu estou maluco ou andam para aí a confundir as pessoas ( esquerda e direita em uníssono) quanto ao que REALMENTE estará em causa no tal “referendo”; Então vai-se votar pura e simplesmente a DESPENALIZAÇÃO do dito ou vai-se legalizar a prática?!

É que, despenalizar o acto em si, ou seja, acabar de vez com a vergonha do julgamento público das mulheres que, por falta de meios para recorrer a uma clínica privada do outro lado da fronteira, são sujeitas a um vexame digno dos tempos de Torquemada só porque são pobres, é uma coisa… e neste ponto sou pelo SIM À DESPENALIZAÇÃO

Ou então…

Que querem liberalizar o acto de abortar por “dá cá aquela palha” como alguma direita tacanha e reaccionária quer dar a entender aos pacóvios que os escutam, é outra, e não creio que alguém de bom senso desse o seu aval a tal coisa, EU INCLUÍDO.

Aquiles

Anúncios

12 Responses to O Aborto

  1. Orlando diz:

    O que se vai fazer com o SIM é transformar o aborto em contraceptivo.

    Não tomaste a pílula do dia seguinte porque tinhas mais em que pensar, não é? Ó filha, não te preocupes: o Estado subsidia o aborto no negócio das clínicas privadas espanholas até às 10 semanas. E se passar o prazo das 10 semanas, a malta fecha os olhos. O povo paga a tua irresponsabilidade. Não te preocupes.

    É uma alegria!

  2. tuga diz:

    Complicado . . . .Dizem que a ultima palavra é a mulher q a tem, isso é obvio. Mas e o macho??? Nao tem tambem algo a dizer., pelo menos aqueles que nao se preocupam só em despeja-los. Acidentes de percurso ninguem está livre deles. Por isso não sei se SIM se NAO.!!!!!

  3. O aborto deve ser um direito, mas não vai tornar-se num dever – pelo menos, para a maior parte das mulheres, que só recorrem a ele por necessidade, e não por capricho ou simples “apetece-me”.
    Enquanto não for despenalizado continuará a ser feito a preços exorbitantes, sem garantias de segurança, num clima de medo – além do sempre pesado fardo psicológico que a situação acarreta.
    Não vejo os senhores e senhoras do SIM à vida baterem-se contra a miséria e a falta de condições, contra o verdadeiro cerco à família posto em prática por sucessivos governos – piorando as condições de vida, logo, roubando a esperança num futuro para os filhos que porventura desejassem ter; não os vejo bradar contra os sucessivos atentados, em todos os quadrantes, à vida humana: desde os crimes contra o ambiente à tortura, desde as guerras por falsas razões de “liberdade” (leia-se “poder”, “petróleo”, sei lá que mais) aos genocídios em diferentes locais e momentos…
    Dê-se melhores condições de vida aos seres humanos, e depois, sim, poderemos falar em trazer a este mundo crianças com a promessa de um mínimo de qualidade de vida e dignidade.

  4. jodoas diz:

    Como sempre nos habituas-te a tua frontalidade não deixa espaço para dúvidas. Claro que o pretendido no referendo é deixar de haver condenação de mulheres que até agora o têm sido por ter praticado o aborto. E é apenas e tão só isso. Pretenderem os apoiantes do não enganar os incautos com as intenções deste referendo é não mais do que se denunciarem como gente pouco séria. Aquele abraço do Raul

  5. morfeu diz:

    Qual a melhor maneira de enfrentar a realidade bem real e não jogar às escondidas?

    Aproveito para desejar as boas vindas ao Zeca…já estava a estranhar a tua ausência homem do diabo…
    Abraço
    Bom ano

  6. SIM À DESPENALIZAÇÃO.
    Boa Semana

  7. Afrodite diz:

    Nenhuma mulher aborta “por dá cá aquela palha”, acredita!

    Bem (re)vindo!

    Um beijo

  8. São Rosas diz:

    Sauda São com Rosas, Zeca!

  9. Felizmente consegui nunca ter de fazer um aborto na vida, mas se após os 2 filhos que tenho, e consegui criar com a dignidade que acho todos deveriam ter o direito de poder, não vacilaria em fazê-lo pois um próximo não poderia já dar-lhe o necessário apoio. Claro, que primeiro dever-se-á tentar não engravidar, mas acidentes existem mesmo que usemos protecção, logo é preferivel abortar que trazer ao Mundo algum ser que não terá condições para ter uma vida minimamente digna.
    Daí o meu SIM Á DESPENALIZAÇÃO.
    Bjs
    TD

  10. Renato G diz:

    Por acaso, o que vai acontecer, são as duas coisas. Despenalizar, é irrelevante, pois não há ninguém condenado. Só abortadeiras. Portanto vai ser legalizar por dá cá aquela palha. E como os fetos são crianças, é mau.
    E o macho, fica sem direito a nada.
    Portanto é não.

  11. finalmente consigo apanhar o Zeca novamente. Fazia muita falta a sua crítica irónica e lúcida.
    Quanto à propaganda da direita ( eu direi dos estúpidos) repetem-se s mesmo argumens estúpidos.
    A propaganda tem sido enorme, as assnaturas recolhidas jnto ds velhos beatos. ( ver intro-vertido)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s